PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

Coronavírus: ansiedade e medo atrapalham nossa imunidade

Fernando Gomes

20/03/2020 04h00

Crédito: iStock

Já não se fala, não se ouve e nem se lê sobre outro assunto. Diante da pandemia do coronavírus e em meio a tantas fakes news, é hora de parar, filtrar as informações relevantes e dar atenção ao que é preciso para não deixar a ansiedade e o pânico disseminarem ainda mais a doença.

Uma das maneiras de abrandar os efeitos do coronavírus é manter o sistema imunológico saudável. Para isso, a mente precisa estar livre de preocupação excessiva já que isso interfere no funcionamento do hipotálamo e pode reduzir o poder da nossa imunidade. Isso porque a inquietação em demasia faz com que pensamentos recorrentes aconteçam no cérebro na região do córtex pre-frontal e essa região tem conexão direta com hipotálamo –uma estrutura cerebral profunda que regula todas as funções vitais e também influencia na imunidade. Desta forma, o pânico e a ansiedade excessiva com a situação podem provocar comprometimento deste sistema e enfraquecer a resposta imunológica natural.

Atenção sempre, ansiedade nunca!

É impossível ficar inerte aos fatos e não seguir as restrições e orientação das autoridades de saúde, por isso que ficar em casa não é mais uma opção, mas sim uma responsabilidade com a sua saúde e com a do próximo, mesmo que lidar com o confinamento não seja uma tarefa tão fácil para muitas pessoas. Naturalmente há um desconforto que essa restrição impõe e há ainda os conflitos interpessoais que precisam ser administrados.

Toda essa tensão e sentimentos negativos são interferências da incerteza, do desconhecido e do descontrole da situação. Por isso, que a atenção deve estar voltada somente para as notícias confiáveis e é de extrema importância seguir à risca as recomendações das autoridades que estão à frente da saúde pública. Pensamentos repetitivos e preocupantes podem paralisar o poder criativo dos lobos frontais ao estimular um padrão de sentimentos e emoções negativas no sistema límbico (parte emocional do cérebro).

No mais, não descuide jamais da sua saúde. Reduza o consumo de calorias vazias e não deixe faltar nenhum nutriente do seu prato. Já sabemos que a hidratação e a boa alimentação são dois importantes soldados nesta batalha. Além disso, um corpo bem preparado fisicamente é mais um forte combatente desta guerra contra o coronavírus. Portanto, mesmo que as oportunidades de locais seguros para a prática de atividade física estejam sendo diminuídos, utilize a capacidade do seu cérebro de resiliência e encontre uma maneira de se exercitar dentro de casa.

Lembre-se sempre que este é só um período de prevenção, não tenha medo e seja responsável. Vamos juntos combater essa doença!

Neurodicas

A prevenção e a tranquilidade funcionam como "vacinas mentais" poderosas para situações que demandam inteligência emocional como essa que estamos passando com a pandemia do COVID-19.

Para tanto, os cuidados devem ser mantidos, mas sem desespero.

  • Lave bem as mãos com água e sabão por cerca de 20 segundos;
  • Evite aglomerações;
  • Não toque os olhos, o nariz e a boca sem a devida limpeza das mãos;
  • Não use máscaras sem necessidade: Pessoas saudáveis, sem sintomas como febre, tosse ou espirros não precisam usar máscaras;
  • Só busque hospitais em caso de febre ou dificuldade respiratória.
  • Pratique meditação e técnicas de respiração lenta que ensinei na semana passada
Referência:
Quatrini L, Vivier E, Ugolini S. Neuroendocrine regulation of innate lymphoid cells. Immunol Rev. 2018;286(1):120–136.

Sobre o Autor

Fernando Gomes é neurocirurgião e neurocientista, graduado em medicina pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo). Concluiu Residência Médica em neurologia e neurocirurgia no HC (Hospital das Clínicas) da FMUSP e possui título de especialista em neurocirurgia pela SBN (Sociedade Brasileira de Neurocirurgia). É pós-graduado em neurocirurgia pediátrica pela World Federation of Neurosurgical Societies, doutor em neurotraumatologia experimental pela FMUSP e professor livre-docente pela disciplina de neurocirurgia da FMUSP. Autor de 8 livros ligados à medicina e ao comportamento humano, consultor e apresentador do quadro “E agora, doutor?” do programa “Aqui na Band” da Rede Bandeirantes de Televisão.

Sobre o Blog

Com temas ligados a medicina e a neurociência, esse espaço é dedicado a viajar pelo cérebro humano e desvendar os mistérios da mente. Com explicações simples e embasadas cientificamente, por aqui é possível passear pela maior e mais poderosa máquina que mora dentro da cabeça de todos os seres humanos. E, ao desvendar os aspectos físicos e comportamentais das habilidades, emoções e necessidades do comportamento humano fica mais fácil aplicar técnicas e novos hábitos para que rotina seja leve, saudável e prazerosa e turbinada em todos os aspectos.

Fernando Gomes